• Sobre mim!!!

    Nasci em Recife, em 30/08/1956, resido em Olinda há mais de 30 anos. Funcionária Pública Estadual. Estou aposentada por tempo de serviço, mas não deixei de trabalhar. Participo de sites poéticos há apenas 05 anos, mas escrevo desde a adolescência. Tinha os meus rabiscos guardados a sete chaves, quando por acaso, nas minhas “perambulações virtuais”, me deparei com um site literário, onde pude me cadastrar e daí em diante comecei a divulgar as minhas poesias. Conheci muita gente linda e maravilhosa com as quais troco conhecimentos e principalmente amizade sincera e fraterna. Amo a poesia, respiro a poesia, vivo a poesia. Não consigo enxergar o mundo sem ela.

NÃO SABEMOS

 

Quanto tempo ainda terei
Quanto tempo ainda te amarei?
Não sei por quanto tempo
Só sei juntos estaremos
Até quando eu não sei…

Quantos sonhos ainda teremos
Quantas juras ainda faremos
Eu não sei
Eu não sei
Só sei que contigo estarei…

Sei que não sou infinito
Que um dia partirei
Mas enquanto vida eu tiver
Sempre eu te amarei…

Quanto tempo serei tua
Quanto tempo serás meu
Tu não sabes?
Muito menos eu.

 

Anúncios

AMOR PAGÃO

Ah, esse amor pagão

Que me deixa sem noção

Acende o fogo da paixão

Que até parece obsessão…

 

Ah, esse amor cruel

Que tem gosto de mel

Que me leva ao céu

E depois me deixa ao léu…

 

Ah, esse amor bandido

Que tira o meu sentido

Que me feriu com a flecha do cupido

Que atiça a minha libido…

 

Por que fui te conhecer?

Por que quis tanto te querer?

Eu já nem queria mais viver

Mas você me fez renascer.

 

EU PROCURO UM ANJO

 

Eu procuro um anjo
Que me faça sorrir
Tenho andado muito triste
Pois a solidão tão cruel
Veio morar aqui…

Eu procuro um anjo
Que me proteja
Que cuide de mim
E que cante ao meu ouvido
Uma música para eu dormir…

Eu procuro um anjo
Para em suas asas voar
Subir até o céu
Para uma estrela buscar
Ou quem sabe um anel de saturno roubar…

Eu procuro um anjo
Que não me faça chorar
Nem sentir qualquer dor
Que só me dê alegrias
E também muito amor.

 

NÃO TEMOS PRESSA

Fecho os olhos e sinto a tua presença

Sinto o calor da tua respiração

Bem perto dos meus lábios…

 

Em suspiros, sinto o teu corpo a me abraçar

Escuto o teu coração bater junto ao meu

E um arrepio percorre todo o meu corpo…

 

Em emoções à flor da pele

Nossas bocas se unem num longo beijo

Minhas mãos procuravam as tuas…

 

Tanto tempo sonhamos com este momento

Nada mais importa a não ser o aqui e o agora

Vamos matar essa terrível saudade que nos sufoca…

 

O mundo lá fora agora não existe para nós

Vamos ficar aqui no nosso ninho de amor

Deixa o tempo correr, não temos pressa.

AFOGA-TE

Vem…

Afoga-te de vez

No mar do meu cio…

Vem…

Iça a tua vela

E mergulha de vez em mim.

…Ou joga-me a tua âncora

Que te salvo

Do meu mar bravio…

FONTE DO MEU DESEJO

A fonte do meu desejo

É o teu corpo

Que tanto me fascina…

Os teus beijos doces

Faz-me sonhar acordada

Pela madrugada afora…

Nem um momento sequer

Consigo de ti esquecer

É tão gostoso lembrar, mas também me faz sofrer…

A distância é ruim

Dói demais no meu peito

Preciso tanto de ti.

SOZINHA?

Sozinha?

Não, de maneira alguma

Quem me faz companhia

É a tua lembrança

Que me deixa feliz…

Com ela (a tua lembrança)

Vêm os momentos felizes

O cheiro exalado

Os beijos trocados

De um amor tão sonhado…

Sozinha?

Nunca!

Estarás sempre por perto

Sinto a tua presença constante

Mesmo de mim tão distante.