• Sobre mim!!!

    Nasci em Recife, em 30/08/1956, resido em Olinda há mais de 30 anos. Funcionária Pública Estadual. Estou aposentada por tempo de serviço, mas não deixei de trabalhar. Participo de sites poéticos há apenas 05 anos, mas escrevo desde a adolescência. Tinha os meus rabiscos guardados a sete chaves, quando por acaso, nas minhas “perambulações virtuais”, me deparei com um site literário, onde pude me cadastrar e daí em diante comecei a divulgar as minhas poesias. Conheci muita gente linda e maravilhosa com as quais troco conhecimentos e principalmente amizade sincera e fraterna. Amo a poesia, respiro a poesia, vivo a poesia. Não consigo enxergar o mundo sem ela.

AMORES VEM E VÃO

AMORES VEM E VÃOAmores vem e vão…
amores vão e vem…
e eu fico só,
a esperar por alguém!

Amores vem e vão
como chuva de verão
como pássaros que voam livres
cruzando a imensidão…

Amores vem e vão
uns passageiros
outros não
amores vem e vão
trazendo esperança
para o meu coração.

Anúncios

VIDAS PARALELAS

A SLI

Temos vidas paralelas
Tentamos nos unir, mas vejo que é impossível
Você vai para um lado e eu vou para outro
Eu quero ser livre
Você quer me prender
Eu quero voar
Você que me enjaular
Somos de dois mundos diferentes
Um dia juramos amor para sempre
outro dia, tudo se desfaz,
tudo volta atrás…

Temos vidas paralelas
Para mim amar é libertar
Para você, amar é escravizar
Assim, para mim não dá!

NÃO PRECISO

Olhos (j,Pessoa) fotopt

Não preciso provar nada
Não preciso pedir perdão
Não preciso dizer que te amo
para você me aceitar como eu sou…

Não preciso pedir carinho
Não preciso chorar baixinho
Não preciso me humilhar
Bastaria você em mim acreditar…

Não preciso mostrar a verdade
Prova de amor já te dei bastante
Já passei do meu limite
para você entender que era com você
que eu queria viver!

 

VAI PASSAR

sonho

Vai passar…
Essa dor que eu sinto no peito
Esse vazio que você deixou
Essa solidão em que me encontro
Tudo isso vai passar…

Vai passar…
Esse grito abafado na garganta
Esse frio no meu coração
Essa vontade desesperada de te ver
Tudo isso vai passar…

Vai passar…
Basta eu morrer
para tudo isso passar.

 

 

DESARMADA

3_31

Estou desarmada pela solidão
Sinto a tua falta em tudo que faço
Ouço uma música e me lembro de nós dois
Vejo um casal namorando e sinto meu coração apertado
Me lembro de nós dois,
nos dizíamos eternos apaixonados…

Grito teu nome em pensamento
para ver se escutas o meu tormento
mas tudo é em vão
só faz aumentar o meu sofrimento…

A tristeza me faz muda
Minha boca amarga a falta dos teus beijos
Meu corpo pede os teus carinhos
Minhas mãos te procuram sem saber
que nunca mais vou te ver…

Queria o calor do teu corpo
Queria o gosto dos teus beijos
Queria o doce do teu perfume
o brilho dos teus olhos
o frescor da tua juventude
O teu amor em toda plenitude.

REALIDADE CRUEL

2936817_QZTZW

Seu nome não posso dizer
Finjo não mais lhe conhecer
Luto para lhe esquecer,
mas é tudo em vão…
eu só penso em você!

Seu cabelo negro como a noite
me faz lembrar dos sonhos que já tive
sonhos de amor ao seu lado
que agora são só pesadelos…

Seu sorriso ainda ecoa
pelos quatro cantos do mundo
me faz sofrer, me faz chorar
me faz perceber que nunca mais vais voltar…

Seu beijo, ainda sinto o gosto
me transporta para outro lugar
fico tonta, embriagada
só em seus lábios lembrar…

Seus dedos a tatearem o meu corpo
sinto-os a me tocar
lembro dos nossos momentos tão nossos
onde falávamos de amor
hoje, só deu lugar para a dor.

Seu toque… ah! seu toque macio
em minha pele, fazia-me arrepiar
não queria por nenhum segundo
ver você me deixar.

E o seu corpo… Seu corpo sobre o meu
me fazia delirar de prazer
era o meu refúgio de toda
realidade cruel

O ENCAIXE (sensual)

sensual-8459

…O teu beijo desce…

Passeia pelas minhas pernas beijando cada pedacinho de mim…

Sobes pelas minhas curvas, buscando a minha boca sedenta pela tua…

Meus mamilos dentro da tua boca…

Entrego-me por inteiro…

No meio das minhas pernas o cheiro perfumado do prazer… 

Puxo-o para o encaixe.

Na minha entrada,  penetras  numa perfeita sintonia. O mundo não existe lá fora… Não nos importa mais nada.